Voltar para o Blog

Aprendizagem em casa: a tecnologia como ferramenta útil nesse processo

As inovações tecnológicas têm desempenhado um papel significativo na forma como os jovens enfrentam o desafio da aprendizagem em casa. Hoje em dia, uma ampla gama de recursos educacionais online está ao alcance dos estudantes, desde vídeos instrutivos até materiais de leitura interativos, sem mencionar as plataformas que oferecem recursos abrangentes. 

Personalização da aprendizagem com tecnologia 

Diversas tecnologias, incluindo Inteligência Artificial (IA) e algoritmos adaptativos, têm revolucionado a experiência de aprendizagem, fornecendo suporte com base no desempenho individual do aluno, tanto no ambiente doméstico quanto nas instituições educacionais formais. 

 Benefícios da integração tecnológica no estudo em casa 

A integração da tecnologia na aprendizagem em casa traz benefícios como acesso a uma variedade de recursos, flexibilidade de horários e de locais de estudo e facilitação da colaboração entre alunos, professores e colegas de classe. 

Papel dos pais na promoção da aprendizagem em casa 

Os pais desempenham um papel vital na promoção da aprendizagem em casa, estabelecendo rotinas de estudo consistentes, criando um ambiente de estudo propício e isento de distrações e apoiando a disciplina e o compromisso com as tarefas escolares. 

A participação ativa da família na trajetória acadêmica dos estudantes é fundamental. Ao acompanhar de perto as atividades escolares online, oferecer apoio e estímulo, auxiliar na revisão de tarefas e na resolução de problemas, incentivar a leitura e a pesquisa autônoma  e celebrar as conquistas acadêmicas, os membros da família desempenham um papel crucial no processo de aprendizagem 

Além disso, é crucial que os pais mantenham uma comunicação frequente com os professores, participando de reuniões escolares, acompanhando o currículo e as expectativas acadêmicas e estabelecendo regras claras para o uso saudável da tecnologia em casa. Isso promove um equilíbrio adequado entre o tempo online e offline, e demonstra modelos positivos de comportamento em relação ao uso responsável e produtivo da tecnologia. 

Graziele Cestarolli Ortega é Analista de Tecnologia Educacional da Rede de Colégios Santa Marcelina